“Procura-se um marido” – Carina Rissi

Ptrocura-se um marido

 

Brasileirinho, cheio de romance, diversão e emoção. Procura-se um marido foi uma daquelas surpresas deliciosas que, vez ou outra, aparecem nas estantes das livrarias e no mundo dos e-books. Autoria de Carina Rissi, o livro conta a história de Alicia, jovem de 24 anos, rica e completamente irresponsável.

Seus pais faleceram quando ela era ainda uma criança, e por esse motivo cresceu com o avô, o Sr. Narciso, dono de uma multinacional. A falta dos pais, no entanto, não fez de Alicia uma criança carente: ela foi criada com muito luxo, mas principalmente carinho e atenção. Mas Alicia nunca foi uma pessoa centrada e com juízo: foi presa em diversos países, vive viajando e tem pavor de responsabilidades. Tudo o que ela quer é aproveitar a vida e o seu belíssimo carro vermelho. Mas quase tudo o que ama lhe é tirado repentinamente.

O Sr. Narciso morre logo no início do livro e a vida dela vira de cabeça pra baixo. O testamento é claro: ela teria que se casar – e se manter casada por, no mínimo, 1 ano – para ter direito a tudo o que o seu avô lhe deixou, e enquanto isso não acontecesse, o trabalho como ajudante de secretária na empresa seria indispensável. Sua casa e todos os seus pertences agora pertencem ao advogado da família, justamente a pessoa que ela menos confia.

Morando na casa da melhor amiga, trabalhando num cargo que ela caracteriza como “humilhante”, ganhando uma miséria e suportando piadinhas e olhares estranhos dos funcionários da empresa – ser neta do dono não ajudou em nada por causa do seu histórico irresponsável -, Alicia se viu presa no inferno. E como se já não bastasse, Max, um dos responsáveis pelas finanças da empresa, resolve implicar com ela também. Arrogante e frio, ainda bem que a 1ª impressão nem sempre é a que fica! Ele trata Alicia como uma pessoa sem capacidade pra fazer qualquer serviço direito, e é assim que surgem as discussões divertidíssimas entre os dois.

Querendo se livrar do inferno que a sua vida virou, ela apela para um anúncio de jornal, onde oferece uma parte de sua herança para o homem que aceitar ser seu marido por 1 ano. Depois de vários homens assustadores aparecerem para a entrevista, eis que surge Max o irritante, é claro. Ele precisa casar para conseguir uma promoção na empresa, ela pra voltar a ser rica e ser dona de sua própria vida. Clichê e extremamente fofo.

A relação de Max e Alicia não podia ser melhor. Eles são engraçados, quentes, e embora não assumam de início, completamente apaixonados. Mas não é só isso: a relação de Alicia com o avô é extremamente emocionante. Foi impossível conter as lágrimas em vários trechos do livro. Confesso que no começo não queria lê-lo, pois pareceu clichê demais. Mas fico feliz por ter me rendido e, até o momento, foi o melhor livro que li este ano. Já penso em reler o mais rápido possível.

Terminei com um sorriso no rosto e sabendo que o livro foi completo em si. Ele se encerra no momento certo, sem buracos, interrogações ou qualquer coisa do tipo. Procura-se um marido é um livro adulto, com temáticas adultas, mas com aquele gostinho teen. Nota 10. Livro recomendadíssimo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s